Seguidores

sábado, 26 de julho de 2008

Você se julga um coitadinho?

Toda vez que converso com alguém que só reclama e não faz nada para mudar a vida, eu pergunto: Será que você está fazendo por onde para mudar tudo e dar a volta por cima?

Aí eu ouço: -Ah! Mas tudo precisa de dinheiro, sem ele não consigo fazer nada!

Tem razão, as nossas contas como água, luz, telefone, etc e tal, não podem ser trocadas por algo seu e sim, por dinheiro. A comida nossa de cada dia e os impostos também, pois ainda não descobri um jeito de fazer escambo com os feirantes, supermercados e o governo. Mas no dia que eu descobrir, juro que aviso. Já troco um monte de coisas e os escambos estão voltando com tudo. É só negociar...

Agora tem uma montanha de coisas que podemos fazer usando a nossa criatividade. Fato este que muitos esqueceram e dependem em tudo dos outros. Houve uma época que morei no exterior e vi como as pessoas se organizavam e se tornavam independentes de uma mão de obra, que era inviável por ser muito cara.

Vi empresários, muito bem de vida, pintando a casa em mutirão. Eram os pais e filhos e até amigos juntos. Isso na Europa e até no Canadá. Quem conhecia melhor algo, ensinava ao outro e todos se beneficiavam com este sistema. Vi mães de família ensinando tudo aos filhos, como se limpa, lava, passa, cozinha e se organiza uma casa. Vi mulheres fabulosas e ricas, reformando móveis, recriando tudo do nada num guarda-roupa. Vi gente cuidando de gente, de uma forma humana e maravilhosa.

Todos trabalhavam e não importava o tipo de trabalho. Eram orgulhosos e felizes até de fazer os mais simples e humildes. Com isso aprendi muito e ensinei aos meus este sistema.

Alguns, hoje, se sentem humilhados de organizar a sua casa, não ter uma serviçal, ter que trabalhar fora e outras coisas mais que deveríamos agradecer por poder fazer.

Se você pode e tem braços e pernas fortes, uma cabeça boa, um lugar para morar e pessoas ao redor para cuidar... parabéns! Pois muitos não tem nada... não existem contas, porque não moram...

Se você não tem automóvel... parabéns! Está diminuindo a poluição do planeta e poderá andando fazer exercício e melhorar a sua qualidade de vida. Já viu por este lado a sua vida? Não? Então comece rápido, pois o mundo está mudando e o dinheiro de hoje... não fará muita diferença amanhã.

Economize água, luz e, se possível aprenda a se criar dentro de casa, no seu guarda roupa, nas suas vaidades, desejos e até na comida. E ensine isto aos seus...

O mundo está mudando e não existe mais espaço para ninguém esbanjar. Mesmo os que têm muito estão procurando formas de empregar, ajudar e crescer. Hoje o doar e reciclar estão na moda, e que moda saudável e inteligente. Use a sua criatividade e racionalidade para fazer o melhor. Você pode e deve!

Vocês já imaginaram se a economia mundial virar um caos e o sistema bancário for para a “cucuia”, o que será das pessoas que só dependem disto para viver e se manter?! Pode ter certeza que veremos suicídios em massa, assim como muito desespero e violência. E a bolsa? Que bolsa? Só vai sobrar a sua... aquela “surradinha” que você vai ao trabalho todos os dias.

Isso tudo parece utópico, não é? E vocês devem estar dizendo: -O que esta louca está falando? Não é loucura de forma alguma e é só pesquisarmos o que está acontecendo no mundo, os noticiários, as guerras manipuladas, as violências, os jogos de poder, a falta de criatividade e de boa vontade, as reclamações e inadimplências, os medos e as carências em todos os sentidos. O negócio é ficar atento e buscar formas inteligentes de viver.

Não seja coitadinho, você pode fazer muito pelos seus e pela comunidade. Seja prático, simples, honesto, empreendedor e principalmente amigo, pois daqui para frente este será o seu bem maior.

E viver nos dias de hoje é uma arte!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

4 comentários:

Duarte nordestino! disse...

Texto maravilhoso!!! Puts... um soco na cara de quem vive reclamando...
Sou ligadão neste seu blog.
Parabéns!

Vó Maria disse...

Minha filha o mundo tai como se colocou eu fiqui imocionada!
Vó Maria

Marilda Jorge disse...

Rsos... Obrigada Duarte!
Mas sem socos Ok?rsos...
Luz e Paz e muita calma nessa hora amigo!

Marilda Jorge disse...

Obrigada Vó Maria!
Continue participando.
Luz e Paz!

Site Meter