Seguidores

domingo, 25 de janeiro de 2009

A Palavra...

Texto enviado por Joemir Rosa, obrigada pela colaboração.

De todas as poderosas armas de destruição que o homem foi capaz de inventar, a mais terrível - e a mais covarde - é a palavra!

Punhais e armas de fogo deixam vestígios de sangue. Bombas abalam edifícios e ruas. Venenos terminam sendo detectados.

Diz o mestre:

A palavra consegue destruir sem pistas. Crianças são condicionadas durante anos pelos pais, homens são impiedosamente criticados, mulheres são sistematicamente massacradas por comentários de seus maridos. Fiéis são mantidos longe da religião por aqueles que julgam capazes de interpretar a voz de Deus.

Procure ver se está utilizando esta arma. Procure ver se estão utilizando esta arma contra você. E não permita nenhuma destas duas coisas.

(Extraído do livro "Maktub" - Paulo Coelho)

2 comentários:

Andrey Aspetta disse...

Verdadeiro!
Lembrando que muitas armas podem ser escondidas, muitos venenos podem ser diluidos ... mas a palavra, uma vez proferida, não tem volta!
Vamos procurar pensar um pouco mais sobre tudo que nos falam ... prestar atenção nos moldes que os são impostos pela sociedade, familia, igreja, escola, midia ... muito do que nos impõem é para que sejamos aquilo que eles querem ... e ninguém nos pergunta o que nós queremos ser!
E você? Quer ser o que? O que faz para isso?

Marilda Jorge disse...

Meu avô materno que era maçon num grande grau, dizia o seguinte:
"Abra um travesseiro de penas e jogue ao vento... e depois vá recolher". Com as palavras é tudo igual e elas voam muito mais depressa!!!
Luz e Paz!

Site Meter