Seguidores

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Simplicidade...

Existem textos que a gente lê e gosta de cara! Hoje sou adepta de descomplicar e viver com simplicidade e não pensem vocês, que não fui complicada... fui e muito! Por tudo isso e muito mais que todos nós vivemos... adorei e repasso, pois uma ajudinha na hora certa faz a diferença.

O Texto foi enviado pelo amigo e colaborador Joemir Rosa, na qual agradeço e lá vai também um beijão.
____________________________________________________________________________
A vida é simples, simples e muito bonita... nós é que complicamos.

Alguma dúvida?

Aparece alguém em nossa vida, chega de mansinho e entra em nossa vida, percebemos que é possível acontecer algo bonito... lindo...mas o que fazemos?

Colocamos todas as nossas esperanças, expectativas, frustrações, desejos nas costas da pessoa, então o peso é demais e a relação que tinha tudo para ser legal, vai para o brejo. E ai a gente sofre... e fala:
Meu Deus! Por que será que eu não acerto uma? Por que tudo dá errado para mim?
Sai de baixo que o drama vai começar, haja cebola para tanto choro...

Ah... mas não é só no amor não viu? No dia a dia também acontecem essas transferências...
Veja no trabalho... você arrumou um emprego, ficou feliz, aí transfere suas expectativas para o emprego, já sonha com uma promoção, um aumento, gente legal... e o que acontece?
Ora, o de sempre, todo lugar tem gente boa e gente que não vai com a nossa cara, então você tem no serviço vinte pessoas que te adoram, uma delas não te suporta, para quem que você liga?
Qual a opinião que te interessa?

Não foge não... é aquela pessoa que não vai com a tua cara que te preocupa... e aí o emprego já virou uma porcaria...

Mais exemplos, você quer conquistar alguém, certo? O que você faz?
Se arruma ao máximo, perfuma-se, checa o hálito, masca um chicletinho... penteia o cabelo, roupa nova... enfim, você se prepara para a conquista.
Conquistou? Aí relaxa... a roupa já não é a melhor, o hálito é o de ontem... para se arrumar agora é só nos dias de festa... quer dizer... arrumar-se agora só para os outros... (estou errado?)

E na fé então? Você pede para Deus um milagre para te tirar daquela montanha de dívidas que você mesmo criou, aí Deus, em um dia inspirado, manda um maluco aqui na Terra te parar na rua e entregar-te um pacote de dinheiro (o cara ganhou na loteria e prometeu que se ganhasse entregaria uma parte do dinheiro para o primeiro que encontrasse na rua (juro que isso já aconteceu!) e você o que faz? Não faz... não pega o pacote com medo de que tenha sido roubado... e fica trancado na sua casa... reclamando da vida... achando que Deus se esqueceu de você...

Vamos parar de complicar a vida? Vamos tentar, exercitar pelo menos a praticidade... seja simples... aquela pessoa que você sonha não aparece há não sei quanto tempo, e você ainda mantém esperanças? Está jogando vida fora...

Aquela mega-sena acumulada que você quer ganhar sozinho não aparece, esquece, vamos batalhar um novo emprego, vamos estudar, melhorar nosso aprendizado... aquela pessoa que você se apoiava foi embora?

Sinal que não te merecia... tem mais de trocentos milhões de pessoas sozinhas, pessoas maravilhosas como você e você vai ficar aí chorando...

Por favor, pelo menos hoje, seja simples, arrume as gavetas, abra as janelas da sua vida, deixa a luz entrar.

Se pedir a Deus, acredite que será atendido. Se quizer mudar de vida, comece agora, pinte os cabelos de verde, sei lá, pelo menos vai chamar atenção para caramba...

Você está rindo? É para rir mesmo, a vida é assim alegre, feliz, para cima... acompanhe a vida, simplesmente seja feliz aceitando você como você é, com todas as suas qualidades e seus defeitinhos... (tudo coisinha pouca)...

Eu sou mais você!
Você ainda está rindo? Que bom! Isso é um bom começo, e eu acabei de ganhar mais um amigo feliz!

Eu continuo acreditando na vida e em você principalmente!

6 comentários:

Silvia Maria Oiticyca disse...

Marilda realmente este texto é ótimo!
Dá um grande aviso em todos os sentidos, parabéns pelo blog e pelos seus colaboradores. São gente que fazem!
Um abraço da nova leitora do seu blog.
Silvia Maria Oiticyca

Marilda Jorge disse...

Realmente é ótimo! Volte sempre querida. Agradeço a sua visita Silvia e muita Luz e Paz!

DADO disse...

PO ADOREI! TEXTO BOM TAI!!!

Andrey Aspetta disse...

Muito bom o texto!
Faz-nos refletir sobre a quantidade de coisas que vivemos querendo e, qdo conseguimos, não sabemos bem o que fazer com elas ...
Vivemos uma era de consumo desenfreado, querendo tudo, querendo mais ... parece que usamos isso como uma forma de compensar nossas frustrações, nosso conformismo passivo conosco mesmos!
Só crescemos nas mudanças ... isso é a única coisa que não muda!
Vamos pensar nisso!!!

Marilda Jorge disse...

Olá Dado também adoramos.
Luz e Paz!

Marilda Jorge disse...

Isso me faz lembrar de uma amiga minha muito exigente e consumista...
Hoje é uma grande monja budista...
Quando conversamos na última vez demos boas risadas.
Beijos Andrey e muita Luz e Paz!

Site Meter