Seguidores

domingo, 18 de maio de 2008

As múltiplas personalidades do nosso eu.

Quando contamos a nossa vida para alguém e está tem um histórico rico, com muitas nuances, sentimos nas pessoas uma certa desconfiança e uma pergunta paira no ar... Será verdade que ele ou ela já fez tudo isso? Nossa!

Hoje, está muito em moda se dizer que precisamos combater o nosso ego para a nossa busca da Luz e da Paz. Mas quem viveu, não deve então falar a verdade? Eliminar o ego não nos obriga a mentir e esconder.

Quem disse que temos que viver no mormaço só porque os outros viveram e vivem? Quem falou que devemos esquecer dos acontecimentos que nos foram prazerosos ou chocantes na vida? Isso tudo foi um grande aprendizado e jamais deverá ser esquecido.

Que bom que existe uma história para contar de amores grandes e pequenos, ganhos e perdas, viagens, trabalhos diferentes, fugas de situações complicadas, coisas inusitadas e até loucuras dos mais variados tipos. Isto é vida gente! Só quem viveu muitas fases ou etapas, independente de idade cronológica consegue analisar o que pode ou não estar incomodando no dia a dia.

Por que se envergonhar de situações saia justa, onde por mais que se esforçasse pagou um mico general? Onde está o nosso senso de humor nos dias de hoje? Senso de humor para avaliar os próprios erros e principalmente para lembrar como se portou nessa ou naquela situação, onde riu ou chorou muito, onde sentiu orgulho ou vergonha do que fez. É nessas horas que me pergunto quantos eus temos dentro de nós e quantas vidas começamos e terminamos numa só vida.

Fazer muitas coisas e mudar as atitudes, aceitando novas oportunidades faz parte do jogo e este não tem ganhadores nem perdedores, somente uma vida repleta de experiências e sabedoria. Esta nos indica que quando estamos insatisfeitos ou revoltados, algo não esta de acordo e o negócio é virar a mesa da melhor forma que pudermos.

Mesmo que choque, mesmo que existam contrastes, mesmo que nos sintamos muito sós para percorrer o caminho, o parto de um novo eu é maravilhoso e abençoado, devemos respeitá-lo na sua chegada.

Abençoado será também o silencio nesta busca. O silencio para receber uma orientação divina e com a intuição correta. Vá em frente, pois mudar é renovar e renovar é viver.

Luz e Paz,

Marilda Jorge

2 comentários:

ramiro disse...

MUITO BOM, BJS

Marilda Jorge disse...

Obrigada pela participação!
Abraços
Luz e Paz.

Site Meter