Seguidores

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Os distúrbios de personalidade múltipla.

Vamos falar destes distúrbios sem entrar na psicologia e sim, na parte energética da questão. Muitas vezes a mente prega peças ou utiliza meios de autodefesa, criando múltiplas personalidades em ocasiões distintas. Isso ocorre principalmente com indivíduos insatisfeitos com a própria vida.

Já vi acontecer com pessoas no trabalho, entre pais e filhos, patrões e seus empregados e até em viagens.

Alguns seres chegam a ter personalidades diferentes, no lar, no trabalho, com familiares e amigos. Cada uma destas identidades é usada para não ser machucado e até não machucar. A maioria das vezes isso veio desde criança, como autodefesa desta ou daquela situação, onde sofreu algum tipo de distúrbio emocional ou perda.

Muitas vezes isto acontece aonde a criança sofreu abusos de alguma forma, pelos pais, amigos, professores e até mentores espirituais. Isso parece chocante mas é verdade! Portanto, a pessoa que sofre deste distúrbio não tem consciência dos fatos que a perturbaram no passado e cujo impacto mental a levaram a desenvolver outras personalidades. Chama-se tal fato de bloqueio mental. Faz, mas não sabe que faz!

Estes distúrbios, além de incômodo para os que o rodeiam, é também complicado para si próprio e tem raízes e heranças energéticas sérias, podendo fazer da pessoa um ser insatisfeito com tudo e com todos. Quando está atuada, a pessoa, por essa ou aquela energia de uma determinada forma, poderá utilizar as energias dos outros ao redor sem ao menos ter consciência disso. Seria como um aspirador sugando a energia de todos.

Uma das formas que chamamos de vampirismo, dentro dos estudos energéticos, na psicologia é chamada por “Sapping”. É quando um ser extrai toda e qualquer energia do outro sem dó nem piedade. Vamos descrever melhor este ser que vive centrado em si mesmo e procura sempre sugar energia do outro.

Alguma vez você esteve com alguém e ao cumprimentá-lo sentiu algo diferente? Vamos mais além contando um caso verídico sem citar nomes.

Uma certa amiga me pediu para tratar sua mãe. Quando ela chegou estava muito abatida e suas mãos tremiam tanto que não conseguia segurar a xícara de café. Disse que a mãe precisava muito dela e só dormia segurando a sua mão.

Logo entendi a história e me preparei para atendê-la. Quando chegamos em sua casa, vi a senhora em questão muito melhor do que a filha, ela estava sentada, alegre, bem vestida e sorrindo muito. Enquanto conversávamos várias vezes notei o seu olhar procurando a filha, o cachorro e suas mãos tentando me tocar. Fizemos um trabalho energético forte e senti que algo estava para explodir...

Começou a espremer as mãos e depois de algum tempo a chorar copiosamente. Trabalhei com ela uma hora e meia, expliquei que ela estava sugando energias dos filhos e do cachorro e pedi para fazer uma série de exercícios, onde se comprometia a entender o que fazia e como. Como gosto da fitoterapia, indiquei alguns banhos relaxantes e perfumados, além de alguns livros que deveria ler. Ela se sentiu melhor e prometeu cumprir cada etapa para melhorar.

Depois atendi a minha amiga que estava sem forças, jogada num sofá, e lhe expliquei o que estava acontecendo; pedi que ela tomasse algumas providencias e sai. Após um ano e muitas terapias e ensinamentos, elas estão ótimas e entenderam o que se passava na família.

Muitos não compreendem o porque ficam debilitados no trabalho, entre colegas, em casa e até nos relacionamentos, mas o mais importante é entender estes distúrbios de personalidade e quanto é perigoso para si e para os outros. Um chefe brigão e doente é pior do que uma trombada, um filho mimado e malcriado idem, um relacionamento de qualquer espécie onde um só tem o comando... todos estes exemplos são validos nesta explicação, pois nos tempos de hoje todo o cuidado é pouco.

O “sapping” ou vampirismo, pode ser feito pelo toque, pelo olhar, pelo falar incessantemente. Se você sentir algo assim se previna e se afaste, arranje alguma desculpa no momento e se prepare lavando o rosto e as mãos, assim que puder. Não tenham raiva desta pessoa, na maioria das vezes nem ela sabe o que está fazendo. Se perceber que está fazendo de propósito, será a sua escolha eliminar este problema, poderá usar o livre arbítrio nesta questão e acredite, ninguém poderá lhe dizer que errou.

Muitos procuram centrar-se e esta é ainda a melhor pedida. Poucos são os que descobrem no outro este tipo de distúrbio e ter sucesso para se desviar dos vampiros de plantão. Se você consegue já é meio caminho andado.

Sejam francos para quem vocês têm intimidade e podem explicar o que está acontecendo, ser leal é uma benção nos dias de hoje. Na maioria dos casos eles precisam de terapias, sejam psicológica ou energética e são muito duros em aceitar isso. Boa sorte e não desanimem.

Luz e Paz,

Marilda Jorge

4 comentários:

Dra. Ana Tercia. disse...

Maravilhoso este texto, sou médica e trato de vários casos iguais no meu consultório!
Parabéns pelo seu conhecimento e pelo seu blog. Ele está cada vez melhor!
Abraços da amiga Ana Tercia.

Marilda Jorge disse...

Puxa que surpresa amiga!
Estou muito feliz com a sua visita, seja sempre bem vinda! Vindo o elogio de você tem muito peso e esta avaliação foi 10.
Obrigada, beijos e Luz e Paz.

Suelen disse...

OI, sou sapping! Como faço pra me tratar? e o pior e que a instabilidade ou personalidades atrapalham constantemente minhas atividades de rotina como trabalho e faculdade. Consigo deixar meu irmão de cama so pelo olhar. depois de dormir metade de um dia ele volta ao normal. Ah e tive uma infância terrível!! bjus

Marilda Jorge disse...

Olá suelen!
Por favor me mande um e-mail e explique o que está se passando com você em detalhes.
Não respondo certos assuntos pelo blog, por não haver espaço.
Meu e-mail é: marildajorge@gmail.com
Luz e Paz!

Site Meter