Seguidores

domingo, 16 de novembro de 2008

Como vejo o perigo...

Texto enviado por "Dona APENAS da Minha Verdade!", obrigada pela colaboração.

As visões do Orkut de uma pessoa preocupada como milhares...

Pelas experiências da vida aprendi a duras penas que as pessoas contemporâneas estão precisando aprender a mentir.

Chato, mas verdade! Percebo que toda vez que digo a verdade, vou servir de chacota crítica ou de "utilidade" pra alguém. Sabe a história do "inocente útil” ?

Essa mesma... tenho a impressão que, ao menos por aqui, em grande parte do país, está vigorando sempre o "jeitinho", o "levar vantagem", o "faz de conta que foi assim", enfim... o odioso "jogo de cintura-vale tudo"... somos palhaços uns dos outros.

Parece que "escolhemos" isso, pela nossa fraqueza de opinião; pelo nosso "jeitinho" de querer ser gentil e "demonstrar" que somos "companheiros".

Parece tudo uma grande farsa. Uma perigosa farsa.
Vivia dizendo o que sentia... principalmente que adorava as pessoas. Era verdade. Hoje, não gosto de ninguém, exceto dos meus muito queridos.

Não estou amarga, não... apenas, estou consciente.
Como foi boa a inocência!
Como nem existe bicho-papão!

Como a gente sente em sua plenitude a presença magnífica de DEUS!
Mas... quando por força da vida vamos perdendo essa santa ingenuidade... quando vamos perdendo essa fé nas pessoas iguais a nós... ah... a vida perde suas cores... então, apego-me a DEUS e só Ele sabe de mim, e só Ele me é fiel como sou a Ele.

Penso que no Orkut o "correto" é mentir.
Não se pode dizer a verdade a outro qualquer que nem se sabe que índole tem. Nem se sabe o que deseja ou planeja. E... neste caso... o Orkut não tem valor. Mentiras??? Perde seu valor mesmo!

Usa-se a Internet hoje - sinceramente - de forma pior do que o avião foi utilizado. Sua criação jamais foi para fins violentos, mas, foi para isso que foi utilizado... aposto que Santos Dumont matou-se mesmo de tristeza, de decepção, de remorso... como se fosse culpado da insensatez humana.

Então, TV e Internet... veículos potentes, ma-ra-vi-lho-sos... utilizados de forma terrível, acabando com o próprio ser, em vez de lhe servir de melhoria, sabedoria e prudência...

Penso isso!

2 comentários:

Anônimo disse...

Boa postagem!
MJ

Marilda Jorge disse...

Obrigada pelo comentário e pela participação.
Luz e Paz!

Site Meter