Seguidores

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Ninguém é dono do mundo!!!!

Texto enviado por Joemir Rosa, obrigada pela colaboração.

Lendo o post intitulado "O mundo da Internet é um mundo de ninguém", senti que poderia botar minha colher nesse mingau também. Trabalho na área de Internet há mais de 10 anos e acompanhei toda sua evolução, desde os primeiros BBS onde não tínhamos acesso à quase nada, a não ser alguns arquivos de jogos e imagens. Hoje podemos dizer que a Internet é um Universo de informações que está ao alcance de todos na ponta dos dedos.

De certa forma, a evolução foi muito rápida e nem todo mundo conseguiu acompanhar o desenvolvimento tecnológico com a mesma velocidade. Hoje é pequena a parcela da população que tem intimidade com os recursos tecnológicos que a informática nos oferece, por exemplo.

O Homem levou séculos para evoluir, num processo lento e pesaroso, a passos de tartaruga, até entender um pouco do mundo à sua volta e, mesmo assim, hoje não é toda a população mundial que compreende a própria alma humana, principalmente.

Outro dia eu estava assistindo a um debate na TV onde as pessoas discutiam sobre a Internet e os “malefícios” que ela oferecia. Estava em debate, principalmente, o fato das pessoas poderem se conhecer através de chats ou programas de mensagens instantâneas (MSN, Yahoo Messenger, ICQ) e também através das redes sociais ORKUT, MySpace, Hi-Five e outras. Alguns convidados do programa contaram fatos acontecidos com pessoas que se conheceram pela Internet e marcaram encontros que acabaram tendo finais trágicos ou não tão bons. Outras defendiam que o governo deveria "fechar" a Internet e o Orkut (isso pra mostrar o nível de analfabetismo digital que as pessoas têm!).

Em primeiro lugar é preciso entender que a Internet é uma grande rede mundial de computadores que não é administrada por ninguém. Ou seja, todo mundo é dono do que tem inserido nela. É um território livre onde podemos encontrar todo tipo de informação que precisamos. Outrora, para um aluno fazer um trabalho escolar era preciso se deslocar até uma biblioteca pública, solicitar livros (ou reservá-los e esperar até que se encontrassem disponíveis) para, depois, começar ler, pesquisar, anotar, resumir, passar a limpo e entregar. Horas e horas de trabalho para duas ou três páginas de texto e algumas imagens coladas com cola de farinha e água!

Hoje, a Internet nos permite pesquisar, copiar e imprimir textos e imagens sobre qualquer assunto em questão de minutos! E não me venha dizer os mais puristas que assim fica muito fácil e ninguém presta atenção no que faz. Minha pergunta é: o problema é a Internet ou a pessoa que faz uma pesquisa, um trabalho escolar, sem a devida consciência dos objetivos do que o professor solicitou?? Ou será que é mais fácil criticar a Internet do que assumir a responsabilidade que não se sabe orientar um filho nos seus deveres de casa?

Então, querer "fechar" a Internet é o mesmo que querer "acabar" com qualquer outro tipo de midia que nos de acesso à informação. Em Teoria de Lingüística dizemos que "aquele que detém a informação, detém o poder!". Já vivemos num mundo em que a informação nos chega deturpada, distorcida pelos donos do poder e aí ainda tem gente querendo fechar o mais democrático canal de informações que a humanidade tem a seu dispor???!!!

No mesmo debate também tinha gente discorrendo "filosoficamente" sobre o "absurdo da pouca vergonha" que impera nos programas de televisão! Mais uma vez, uma idiotice completa! Todos os programas de televisão, antes do seu início, mostra a classificação etária, dizendo que não é recomendado para menores de tantos anos. Então, é um absurdo ouvir alguém dizer que deveriam proibir isto ou aquilo na TV, sendo que ela tem a mais democrática ferramenta de censura em suas mãos: o controle remoto!!!

Eu acho uma imbecilidade tão grande (e me perdoem pela bronca) essa coisa das pessoas ficarem esperando que o governo faça tudo na vida delas. A gente cansa de ouvir o tempo todo as pessoas dizerem que é um absurdo o governo não fazer isso, não fazer aquilo, não proibir isto, não permitir aquilo ... e o que as pessoas fazem pra melhorar a vidas delas? Jogam papel no chão pela cidade e reclamam que o governo não limpa as cidades; não desempenham o seu melhor no trabalho e reclamam que o patrão paga mal; em vez de procurarem melhorar sua vida profissional e pessoal procurando estudar, fazer um curso de especialização, ficam caindo de pau no governo, no país, no mundo; querem estar acima de qualquer lei e, quando flagradas cometendo um delito, querem ser tratadas de forma diferente, ou tentam subornar um policial; quando precisam de alguma coisa, pensam logo em procurar “ajuda” de uma autoridade que é parente de não sei quem, sem contar que não querem pegar fila, caso haja .... enfim, poderia citar aqui dezenas e dezenas de fatos que acontecem diariamente que nos remetem a crer que não somos um povo honesto! Então, porque ficar – hipocritamente – exigindo atitudes do governo (ou outras autoridades) quando nós mesmos não cumprimos com nossos deveres de cidadãos e não damos o exemplo aos nossos filhos?

Acho que está mais do que na hora das pessoas pararem com tanta hipocrisia e assumirem suas responsabilidades em todos os aspectos!!!

Principalmente, assumindo seus papéis de pais, orientando seus filhos, estabelecendo limites, horários para o estudo e para o lazer, dizendo "não" (e explicando o porquê da negativa) quando for necessário! E, mais do que tudo, DAR O EXEMPLO!!!

Chega de deixar os filhos na frente da TV, como se fossem babás eletrônicas dando todos os exemplos que as crianças não precisam! Chega de pais dizendo: “Meu filho é tão bonzinho.... ele fica o dia todo naquele micro no quarto dele e não nos dá nenhum trabalho!”. A maioria deles não têm a mínima idéia do que os filhos estão fazendo na Internet, com quem andam na escola e nas ruas, o que fazem quando saem à noite para as baladas.

É hora e assumir a responsabilidade como pai, como mãe, como patrão, como autoridade!

Portanto, chega de transferir a responsabilidade para a TV, para a Internet, para o Orkut! Tudo isso são apenas ferramentas nas mãos de pessoas, que as utilizam segundo suas intenções e vontades. Ninguém é obrigado a ter perfil no Orkut; ninguém é obrigado a entrar em chats; ninguém é obrigado a conversar com desconhecidos no MSN; ninguém é obrigado a assistir programas de TV que mostram violência, sexo ou outras cenas degradantes.

Não queremos um dono para o mundo.... queremos ser donos dos nossos próprios atos e, consequentemente, assumirmos as responsabilidades por eles! Sem hipocrisia e sem falso-moralismo!

Para finalizar, meus parabéns para a Laura, mãe da Larissa, que assumiu seu papel e sua responsabilidade como mãe e orientou sua filha quanto aos perigos que os homens representam! (veja o post do dia 15/11).

4 comentários:

Geraldo disse...

Gostei de todos os textos sobre a matéria Internet e acho que, num blog democratico como o seu, deveriam constar mais assuntos preocupantes nos dias de hoje.

Marilda Jorge disse...

Ok amigo! O que você sugere? Se tiver algum assunto do seu interesse é só enviar pelo e-mail:
marildajorge@gmail.com
Obrigada pela participação e pela sugestão.
Luz e Paz!

Claudia disse...

Concordo inteiramente quando diz em seu texto sobre os pais assumirem sua responsabilidade e parar de culpar meios de comunicação ou outras pessoas dos atos cometidos por seus filhos. Isso deve começar muito antes deles terem idade para usar a internet. Tenho certeza que Larissa não sentiu sua privacidade "invadida" por sua mãe, pois, certamente cresceu acostumada com seus cuidados. Muitos pais, a pretexto de não traumatizarem seus filhos, são permissivos demais na primeira infância e quando perceberem que não lhes deram os limites necessários pode ser tarde demais.

Marilda Jorge disse...

Claudia querida obrigada pela mensagem! Estamos tentando fazer um trabalho diferenciado, onde muitas pessoas saibam que a maior culpa dos acontecimentos atuais é a falta de responsabilidade e a preguiça da família. Se todos fossem atentos com suas crianças teriamos menos ocorrencias desagrad´veis e mais tranquilidade.
Divulgue o Blog do Caminho para seus amigos e para sua mala direta.
O mundo vai agradecer!
Precisamos de gente como você!
Luz e Paz!

Site Meter