Seguidores

sábado, 30 de abril de 2011

Um Ano de Compaixão e Amor Verdadeiros

Neste ano que tantas coisas estão acontecendo no mundo e a Mãe Natureza está limpando miasmas de todos os lados, não precisamos de tanta enganação... tapar o sol com uma peneira é algo terrível no momento atual!!!

Pessoas inteligentes e antenadas, na verdade, não desejam "Pão e Circo"! Elas desejam ajudar sim, mas a quem precisa de verdade de ajuda...

O ano de 2011 é um ano decisivo, onde a atenção deverá estar voltada para transformação interior com amor e a compaixão. Isso deverá estar presente entre todas as pessoas, mas não estamos vivendo a época dos circos romanos, onde o engambelo e a ilusão turvava a nossa vista.

O mundo do Reino Unido está obsoleto e vemos uma fragilidade incrível neste processo! Achei ótimo este texto abaixo do Arnaldo Bloch e repasso para vocês.

Cada um enxergue como quiser...

Luz e Paz,

Marilda Jorge

=================================

Bodas em Windsor: e eu, e o judaísmo, com isso?

Compreendo que o casamento na Casa de Windsor movimente o mundo e encha de dinheiro os cofres do Reino Unido. Mas não consigo abrir mão de meu absoluto desinteresse pelo assunto. Um desinteresse que resvala no desprezo (uns dirão despeito, mas juro que não). Jamais nutri qualquer simpatia especial por Diana ou por Charles (por Camila PB até me interesso, já que se trata de figura autêntica, desestabilizadora das verdades definitivas da monarquia que, ano a ano, revelam-se cada vez mais turvas e, paradoxalmente, vazias). 

Não chorei a morte de Diana. Jamais as lágrimas estiveram tão longe de se precipitar a meus olhos. Na verdade, fiquei com os olhos tão secos que tive que pingar colírio. Morreu, morreu, diria um tio meu. Chorei, sim, a morte de John Lennon. Por sinal, ele devolveu condecoração da Rainha da Inglaterra, em nome da paz. 

Como qualquer ex-potência colonizadora, o país de que tanto gostamos quando o visitamos maltratou e subjugou povos distantes com grande crueldade e sempre sob a bênção da Rainha. Dane-se a Rainha. O que isso tem a ver com judaísmo? Não sei. Olho para o povo inglês e sinto pena de toda essa reverência sem conteúdo, calcada em algo que é só tradição. E olha que de trad ição nós, judeus, estamos até o pescoço, mas é tão caótico o arcabouço das nossas, que sempre se pode fazer um mix ideal para cada personalidade ou caráter. 

Respondam os que me lerem, e me digam se fujo demais ao contexto desta querida e democrática Rua Judaica (para me publicar, tem que ser bem democrática mesmo). O fato é que, semeado por esse friozinho que vem da janela trazendo-me alguma paz de espírito reforço minha determinação de querer que o príncipe e a princesa em bodas fiquem bem longe das minhas vistas, para que o outono no Rio seja mais gostoso. Isso é, ainda que de uma maneira bastante heterodoxa, uma maneira de dizer, e cultivar,

Shalom.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

"MAS", a palavra mágica

Texto enviado por Fernando Leite, obrigada pela colaboração.

A palavra “mas”, tem um poder interessante: ela anula o que vem antes dela.

“Eu quero viajar para Europa, mas isso vai custar muito caro”.

Nesta frase, o querer viajar para Europa perdeu a força diante do fato de custar caro.

Assim sendo, a viagem está praticamente descartada.

“Você fez um bom trabalho, mas faltou um pequeno detalhe…”

Como você se sentiria diante de um comentário como este em relação a seu trabalho?

Quando mal utilizada, a palavra “mas” desmotiva, desanima, enfraquece a pessoa, diminui a autoestima.

Alguns exemplos:

"Quero ter sucesso na carreira, mas estou numa profissão que não é valorizada.”

“Quero ter meu negócio próprio, mas não tenho capital.”

“Quero dobrar meus rendimentos, mas não sei como." etc...

Mas, (você consegue notar o efeito desta palavra agora, nesta frase?) quando bem utilizada, ela se torna uma aliada poderosa.

Veja que interessante:

"Estou numa profissão que não é valorizada, mas quero ter sucesso na carreira.”

“Não tenho capital, mas quero ter meu negócio próprio.”

“Não sei como, mas quero dobrar meus rendimentos."

Os obstáculos perdem sua importância.

Só com esta mudança, muitas vezes surgem idéias interessantes para superar os obstáculos.

Quando você diz “quero ter meu negócio próprio, mas não tenho capital” - é como se estivesse desistindo, ou no mínimo sem esperanças.

Quando você faz uma mudança pequena e diz “não tenho capital, mas quero ter meu negócio próprio”, poderão surgir muitas idéias: procurar um sócio com capital é uma das opções, ou começar a poupar e formar o capital para iniciar o negócio próprio, ou procurar um negócio compatível com o capital de que dispõe, etc.

A fórmula é muito simples: quando perceber que sua frase usa o “mas” como desculpa para se sentir mal, simplesmente gire a frase de 180 graus. Troque de posição as partes que estão antes e depois do “mas” e isso fará uma grande diferença.

Só com isso, você poderá elevar sua autoestima, ser mais produtivo, mais animado, mais motivado, enfim, ter mais sucesso.

Experimente.

Ah, não quer experimentar?

Então tem um “mas” mal colocado.

Talvez você esteja dizendo “é uma idéia interessante, mas acho que não vai funcionar para mim”

Então diga: “Acho que isso não vai funcionar para mim, mas é uma idéia interessante e vou experimentar”.

Abraços,
Na Paz do Amor Celestial

Fernando Leite

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Despedida do TREMA

Texto enviado por Marcelo Bacci Acunha, obrigada pela colaboração.

Estou indo embora. Não há mais lugar para mim. Eu sou o trema. Você pode nunca ter reparado em mim, mas eu estava sempre ali, na Anhangüera, nos aqüíferos, nas lingüiças e seus trocadilhos por mais de quatrocentos e cinqüentas anos.

Mas os tempos mudaram. Inventaram uma tal de reforma ortográfica e eu simplesmente tô fora. Fui expulso pra sempre do dicionário. Seus ingratos! Isso é uma delinqüência de lingüistas grandiloqüentes!...

O resto dos pontos e o alfabeto não me deram o menor apoio... A letra U se disse aliviada porque vou finalmente sair de cima dela.

O dois pontos disse que sou um preguiçoso que trabalha deitado enquanto ele fica em pé.

Até o cedilha foi a favor da minha expulsão, aquele C cagão que fica se passando por S e nunca tem coragem de iniciar uma palavra.

E também tem aquele obeso do O e o anoréxico do I. Desesperado, tentei chamar o ponto final pra trabalharmos juntos, fazendo um bico de reticências, mas ele negou, sempre encerrando logo todas as discussões.

Será que se deixar um topete moicano posso me passar por aspas?...

A verdade é que estou fora de moda. Quem está na moda são os estrangeiros, é o K e o W, "kkk" pra cá, "www" pra lá.

Até o jogo da velha, que ninguém nunca ligou, virou celebridade nesse tal de Twitter, que aliás, deveria se chamar TÜITER.

Chega de argüição, mas estejam certos, seus moderninhos: haverá conseqüências! Chega de piadinhas dizendo que estou "tremendo" de medo.

Tudo bem, vou-me embora da língua portuguesa. Foi bom enquanto durou. Vou para o alemão, lá eles adoram os tremas. E um dia vocês sentirão saudades. E não vão agüentar!...

Nós nos veremos nos livros antigos. Saio da língua para entrar na história.

Adeus,

Trema.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Para reflexão...

Texto enviado por Regina Bradaschia, obrigada pela colaboração.

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:

Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais frequência: 'Quero ser feliz ou ter razão?' Outro pensamento parecido, diz o seguinte:

"Nunca se justifique.”
“Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam."

terça-feira, 26 de abril de 2011

REJUVENESCER!!!!!!!!!!!!!!

Texto enviado por Leny Nascimento, obrigada pela colaboração.

De Lya Luft

Mês passado participei de um evento sobre as mulheres no mundo contemporâneo.

Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades.

E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi.

Foi um momento inesquecível...

A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito.

Aí fiquei pensando: pô, estou neste auditório há quase uma hora exibindo minha inteligência, e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?

Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'. Estão todos em busca da reversão do tempo.

Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas.

Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas mesmo em idade avançada.

A fonte da juventude chama-se "mudança".

De fato, quem é escravo da repetição está condenado a virar cadáver antes da hora.

A única maneira de ser idoso sem envelhecer é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas.

Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.

Mudança, o que vem a ser tal coisa?

Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme em que morou a vida toda para um bem menorzinho.

Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.

Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos.

Rejuvenesceu.

Uma outra cansou da pauleira urbana e trocou um baita emprego por um não tão bom, só que em Florianópolis, onde ela vai à praia sempre que tem sol.

Rejuvenesceu.

Toda mudança cobra um alto preço emocional..

Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada, chora-se muito, os questionamentos são inúmeros, a vida se desestabiliza.

Mas então chega o depois, a coisa feita, e aí a recompensa fica escancarada na face.

Mudanças fazem milagres por nossos olhos, e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna.

Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem, só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho.

Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.

Olhe-se no espelho...

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Almofada de Linhaça e Ervas

Texto enviado por Doce Limão, obrigada pela colaboração.

Sessão Saúde e Prevenção

Esta almofadinha, é ideal para uso local com a função de relaxar, tratar dores, luxações, inflamações...
O tratamento pode ser por calor ou resfriamento.

Ela é bem simples de fazer, e faz parte dos aprendizados da nossa Oficina da Linhaça.

Misture para cada 1 copo de semente crua de linhaça marrom (mais barata e rica em ômega-3) + 1 copo de flores de camomila seca.

Prepare um saquinho com tecido de algodão, no formato que desejar. Em geral os de 15 x 30 cm são ótimos para usar em tudo: pernas, joelhos, abdome, ombros, costas, enfim...

Encha o saquinho de tal forma que não fique nem cheio demais, nem muito vazio, justo para poder se acomodar bem a qualquer parte do corpo onde for usar. Ou seja, 2/3 do seu volume total. Para não sobrar, vá preparando mais mistura conforme for enchendo.

Você pode usar também outras ervas como hortelã, melissa, capim limão, lavanda. Ou pode fazer uma mistura de todas elas. Mas sempre a medida é para cada 1 copo de semente de linhaça + 1 copo das ervas secas (pura ou misturas).

Costure fechando a almofadinha.

Na hora de usar borrife um pouquinho de água na almofadinha e coloque:
Tratamento por calor - por 1 a 2 minutos no forno micro-ondas(*). Cubra a parte que irá colocar a almofada com uma toalha e coloque a almofadinha já quente por cima. Deixe agir pelo tempo necessário. Em geral 10 minutos é suficiente.

(*) Para quem não usa micro-ondas, como eu, pode-se aquecer no forno comum. Para tanto envolva a almofadinha em papel alumínio, coloque-a sobre um pirex e aqueça em forno baixo por uns 10 minutos.

Tratamento por resfriamento - coloque a almofadinha dentro de um saco plástico. Leve para o refrigerador e deixe por mínimo 30 minutos resfriando. Coloque a almofadinha direto sobre o local (uso muito sobre o abdome na orevenção de problemas com útero, ovário e bexiga) por cerca de 10-15 minutos ou até que perca sua capacidade de resfriamento.

Conceição Trucom é química, cientista e escritora sobre temas voltados para a alimentação natural, o bem-estar e qualidade de vida.

sábado, 23 de abril de 2011

A Renovação e Passagem

Olá,

Que venham mais dias para meditarmos, orarmos e renovarmos nesta passagem...

Soberano Deus e Eterno Pai!

Entro em sua presença nesta hora, para pedir que abençoe essa pessoa que está orando comigo, nas áreas: Física, financeira, espiritual, conjugal, sentimental e familiar.

Pai! Se por algum motivo, o inimigo estiver tramando algo, para atrapalhar os planos e sonhos dessa pessoa que é tão importante pra ti e para mim! Nessa hora seja desfeito todo mal, em nome do Senhor.

Envia Anjos e Arcanjos ao redor da vida dela, e faz desta pessoa a mais que vencedora...

Para que o nome do Senhor Antigo dos Dias seja glorificado através dessa oração.

E se você crê, eleve o seu pensamento nestes dias e divulgue para os seus entes queridos.

Divulgue esta energia a todas as pessoas que você sentir vontade em seu coração.

Recebi essa mensagem e lembrei de você! Deus te abençoe poderosamente nesta época de renascimento...

Deus, nosso Pai, CAMINHE pela minha casa e leve embora todas as minhas preocupações e doenças, e POR FAVOR, vigia e cura a minha família em nome do mais Sagrado...

Frohe Ostern, Feliz Pascua, Joyeuses Pâques, Happy Easter, Buona Pasqua, Fukkatsusai omedetou, God Påske, Feliz Páscoa, Feliz Pessach para todos os que seguem o Blog do Caminho!!!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Silencio....

Vamos meditar o nosso silencio!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Oração do Perdão

Texto enviado por Sergio Bradaschia Penteado, obrigada pela colaboração.

Buscando eliminar todos os bloqueios que atrapalham minha evolução, dedicarei alguns minutos para perdoar. A partir deste momento, eu perdôo todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, injuriaram, prejudicaram ou causaram dificuldades desnecessárias. Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, odiou, abandonou, traiu, ridicularizou, humilhou, amedrontou, iludiu.

Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e culpa inadequada. Reconheço, que também fui responsável pelas agressões que recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter. Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia, na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas.

Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer, e livre da obrigação de conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa de minha vida, em companhia de gente amiga, sadia e competente: quero compartilhar sentimentos nobres, enquanto trabalhamos pelo progresso de todos nós.

Jamais voltarei a me queixar, falando sobre mágoas e pessoas negativas. Se por acaso pensar nelas, lembrarei que já estão perdoadas e descartadas de minha vida íntima definitivamente. Agradeço pelas dificuldades que essas pessoas me causaram, que me ajudaram a evoluir, do nível humano comum ao espiritualizado em que estou agora.

Quando me lembrar das pessoas que me fizeram sofrer, procurarei valorizar suas boas qualidades e pedirei ao Criador que as perdoe também, evitando que sejam castigadas pela lei da causa e efeito, nesta vida ou em outras futuras. Dou razão a todas as pessoas que rejeitaram o meu amor e minhas boas intenções, pois reconheço que é um direito que assiste a cada um me repelir, não me corresponder e me afastar de suas vidas.

(Fazer uma pausa, respirar profundamente algumas vezes, para acúmulo de energia).

Agora, sinceramente, peço perdão a todas as pessoas a quem, de alguma forma, consciente e inconscientemente, eu ofendi, injuriei, prejudiquei ou desagradei. Analisando e fazendo julgamento de tudo que realizei ao longo de toda a minha vida, vejo que o valor das minhas boas ações é suficiente para pagar todas as minhas dívidas e resgatar todas as minhas culpas, deixando um saldo positivo a meu favor.

Sinto-me em paz com minha consciência e de cabeça erguida respiro profundamente, prendo o ar e me concentro para enviar uma corrente de energia destinada ao Eu Superior. Ao relaxar, minhas sensações revelam, que este contato foi estabelecido.

Agora dirijo uma mensagem de fé ao meu Eu Superior, pedindo orientação, em ritmo acelerado, de um projeto muito importante que estou mentalizando e para o qual já estou trabalhando com dedicação e amor. Agradeço de todo o coração, a todas as pessoas que me ajudaram e comprometo-me a retribuir trabalhando para o meu bem e do próximo, atuando como agente catalisador do entusiasmo, prosperidade e auto realização. Tudo farei em harmonia com as leis da natureza e com a permissão do nosso Criador, eterno, infinito, indescritível que eu, intuitivamente, sinto como o único poder real, atuante dentro e fora de mim.

Assim seja, assim é e assim será.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Meditação altera estrutura do cérebro em oito semanas

Texto enviado por Fernando Leite, obrigada pela colaboração.

Dois meses de prática de meditação são suficientes para gerar mudanças mensuráveis nas regiões do cérebro associadas à memória, ao sentido de si
mesmo, à empatia e ao estresse.

Em um estudo que será publicado na revista Psychiatry Research, uma equipe liderada por cientistas do Hospital Geral de Massachusetts (MGH) relata os resultados deste que é o primeiro estudo a documentar alterações na massa cinzenta do cérebro produzidas pela meditação.

Os praticantes de meditação sempre afirmaram que, além da sensação de relaxamento e tranquilidade física, eles experimentam benefícios cognitivos e psicológicos de longa duração.

Os cientistas agora confirmaram essas alegações e demonstraram que elas
estão associadas a alterações físicas reais no cérebro.

Estudos anteriores de vários grupos encontraram diferenças estruturais entre os cérebros de praticantes de meditação experientes e de indivíduos sem história de meditação, sendo observado um espessamento do córtex cerebral em áreas associadas com a atenção e a integração emocional.

Este estudo reforça essas conclusões ao eliminar outros efeitos e documentar que tais diferenças foram efetivamente produzidas pela meditação.

O estudo usou imagens de ressonância magnética do cérebro dos participantes.

Os participantes relataram também redução do nível de estresse, que foram correlacionados com a diminuição da densidade da massa cinzenta na amígdala, que é conhecida por desempenhar um papel importante na ansiedade e no estresse, mas também na sociabilidade.

Por muito tempo os cientistas acreditaram ter "evidências" de que o cérebro era uma estrutura fixa, com um número de neurônios que só fazer decrescer ao longo da vida.

Hoje já é reconhecido não apenas que o cérebro é dotado de uma incrível plasticidade, mas também que mudanças no cérebro podem ser induzidas voluntariamente.

"É fascinante ver a plasticidade do cérebro e que, praticando a meditação, podemos desempenhar um papel ativo para mudar nosso cérebro e aumentar o nosso bem-estar e nossa qualidade de vida," diz Britta Hölzel, da Universidade de Giessen, na Alemanha, coautora do estudo.
Fonte: Diário da Saúde

terça-feira, 19 de abril de 2011

Meditações para a Semana da Páscoa

Para a semana de Páscoa postaremos várias meditações importantes. Páscoa é renovação, perdão e renascimento e espero que todos meditem e como a Fênix renasçam das cinzas.

De Eileen Caddy (da Findhorn Foundation):
“É importante haver equilíbrio em toda situação, a qualquer tempo. Você descobrirá que, quando tudo o que você faz é sob Minha direção, sempre haverá um perfeito equilíbrio. É por isso que você deve deixar a vida seguir seu curso sem tentar forçar nada, porque assim nada sairá errado ou fora do tempo. Isso não significa que você deva ficar sentado sem fazer nada, esperando que as coisas caiam do céu. Você tem que estar sempre alerta, com a consciência elevada, esperando que somente o melhor aconteça; você tem que acreditar que tudo vai muito bem. Você tem que Me servir com absoluta fé e confiança; tem que acreditar, sem sombra de dúvidas, que EU SOU seu guia e companheiro constante. Você tem que saber que seus passos são guiados por Mim, e só por Mim,e assim cada passo que você dá é firme e seguro, e tudo que você faz é feito com amor.”

Luz e Paz,

Marilda Jorge

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Comprando Gato por Lebre

Sessão Saúde e Prevenção

Texto de Jairo Len, da Clinica Len de pediatria.

A questão dos orgânicos é complicada, em vários aspectos. Não pretendo chegar aqui a nenhuma conclusão, mas colocar algumas questões do dia-a-dia. Nas consultas pediátricas os orgânicos são assunto diário.

Em primeiro lugar, quero lembrar que a "nossa geração" e a dos nossos pais foi alimentada desde criancinha com alimentos sem grandes controles agrícolas, com agrotóxicos hoje proibidos, sem preocupações. E somos longevos, bem longevos. Não se atribui nenhuma doença crônica ao uso de pesticidas nos alimentos - os hábitos ruins que comprometem anos de vida são o cigarro, o excesso de sal e gorduras, o stress. Não se comprovou que quem consome só orgânicos (tirando outros viéses) vive mais ou melhor.

Nada contra estes alimentos.
O que penso é que para se produzir um alimento orgânico é preciso muita cautela e responsabilidade.

Não se jogam pesticidas só para matar pulgão e gafanhotos - também se controlam bactérias e fungos presentes nas raízes, nas folhas, que podem ser nocivos à saúde.
De modo que para produzir um orgânico é necessária uma tecnologia, seriedade, estudo, controle de pragas.

Como sabemos que a certificação é válida? É séria? (estamos no Brasil, só para lembrar). Há multas e fiscalização para se ter certeza que você não está comprando gato por lebre?

Vende-se, por aqui, remédio falso para câncer - lembro que o último escândalo envolveu a produção de Androcur (para câncer de próstata) pela centenária botica Veado D'Ouro, em 1998.

Voltando aos agrotóxicos... É preciso ter certeza que o produto orgânico é de verdade e bem feito.

Em contrapartida, existe uma legislação e teórica fiscalização da produção agrícola não-orgânica - não é um oba-oba - temos níveis máximos de química a ser usada, e limitações dos tipos de agrotóxicos.

Ainda restará a questão: vale pagar mais caro pelo orgânico "de verdade", o bom produto? Deixo a resposta para cada um, que sabe o quanto pode gastar. O mercado destes produtos é valiosíssimo, rentável, grande. De acordo com nutricionistas, os produtos mais bombardeados por agrotóxicos são tomates, morangos, uvas, pêssegos, pimentões. Já ouvi dizer (de um produtor) que a laranja também.

Essa informação vale para quem queira usar "alguns" orgânicos, sem obsessão. Os orgânicos sérios podem ser mais nutritivos, mas não creio que esta diferença seja fundamental.

No conjunto a obra ("Nutrição") acho que existem fatores mais importantes que o fato do alimento ser ou não orgânico. Uma alimentação adequada e balanceada é uma chave para a saúde a longo prazo.

sábado, 16 de abril de 2011

Filhos da Alma

No ano passado eu recebi um e-mail de alguém que se tornou minha amiga na hora!

Ela faz parte do grupo SUPRA – Sociedade Uberabense Protetora dos Animais, que cuidam de animais abandonados. O nome da minha amiga: Rita Andrade, e ela escreveu o Livro: Filhos da Alma.

Ela havia lido a história do Rei Leão no meu blog do Caminho (meu quatro patinhas já falecido), e pedia licença para incorporar no seu livro a nossa história. Eu, cachorreira como nunca, fiquei emocionada, pois é um presente do Astral tal acontecimento. Só quem ama os animais e seres humanos, com amor e compaixão, sabe o quanto é importante lembrá-los com respeito e carinho sempre.

O mais interessante neste livro são as informações e os cuidados ensinados sobre vacinas e doenças; o trato dos animais com seus donos; do amor da Rita Andrade e seus amigos, contando histórias interessantes dos donos e dos seus peludos!

Vivenciar as proezas dos nossos animais e o seu crescimento é algo impar! Cuidar deles e aprender com eles, não tem preço!

Por sabemos de tantas atrocidades cometidas com animais por seus donos, é que parabenizamos o trabalho de todos aqueles que informam e ajudam, mas também conhecemos milhares de pessoas do bem, que cuidam muito dos seus animais assim como são cuidados por eles.

Neste texto, a nossa intenção é ajudar a Rita a vender o seu livro que será lançado em Uberaba no dia 19 de Abril de 2011. E ela escreve, emocionada, - “Com muita alegria te comunico que nosso livro está pronto e será lançado dia 19/04, na Câmara Municipal de Uberaba/MG”.

Olha o convite aí gente, para quem mora em Uberaba e redondezas. E mesmo que você more longe, abaixo segue todos os endereços deles e como vocês podem adquirir o livro e obter mais informações.

Sei que cada livro que escrevemos é um parto! E este tem o mérito de angariar fundos para mais uma causa justa e importante, a manutenção dos animais abrigados pela SUPRA.

“Você vai se encantar com cada uma destas histórias!!!”

Posto isso, estamos passando todos os endereços da SUPRA e da Rita e como você pode adquirir o Livro.

Dados para compra: Valor - R$ 30,25 (livro e frete)
Caixa Econômica Federal
Sociedade Uberabense Protetora dos Animais - SUPRA
Agencia: 0160
Operação: 013
Conta: 15575 – 9
Após efetuar o deposito enviar comprovante para:

O endereço da SUPRA é:
Av. das Macieiras, 499
Bairro de Lourdes, Uberaba/MG
Telefone: (34) 3316-4445
Falar com Denise ou Rita.

Como achar a Rita Andrade:
Rita Andrade

Divulguem se puderem e todos os anjos peludos estarão lhes abençoando!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Menorah


A Menorah (do hebraico מנורה - menorah - "lâmpada, candelabro") era um objeto constituído de ouro batido, maciço e puro. Foi feito por Moisés para ser colocado dentro do Santo Lugar - átrio intermediário entre o Átrio Exterior do Santuário e o Santo dos Santos - juntamente com o Altar de Incenso e a Mesa dos Pães da Proposição.

Existe também a Chanuká (חנוכיה - chanukah), um candelabro adaptado com nove braços, diferentemente da Menorá, que tem sete braços). Ela foi "criada" afim de ser um símbolo da Festa de Chanucá - chamada também de Festa das Luzes. Nesta celebração, os judeus de todo o mundo comemoram a libertação do Templo de Jerusalém do domínio dos Gregos no século II a.C. sob a liderança dos Macabeus e do milagre do azeite que havia numa botija - que duraria um dia só - no qual queimou no candelabro do Templo por oito dias. Este é o motivo dos nove braços da Chanuká, sendo o braço do meio mais proeminente, denominado Shamash (servente), pois a vela que é colocada neste braço é usada para acender as velas que são colocadas nos outros oito braços.


O quadro ao lado é de minha autoria, e pode ser visto com mais detalhes no site do Atelier Caminho.

Luz e Paz,

Marilda Jorge

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Ensinamentos da Kaballah

Texto enviado por Renee Gribov, obrigada pela colaboração.

As Sintonias Semanais têm o propósito de nos ajudar, para que tenhamos foco e possamos vivenciar mudanças positivas em nossas próprias vidas. Mas esta semana, vamos ampliar esse foco para incluir o mundo ao nosso redor.

Existe uma história no Zohar sobre dois homens em um lago, remando em um pequeno barco. Sem qualquer aviso, um deles começa a fazer um furo no fundo do barco. O outro homem grita: “O que você está fazendo?”. E o primeiro responde: “Por que você está tão preocupado? Estou furando só o meu lado do barco!”

Embora essa resposta pareça absurda, a história ilustra o que acontece quando não enxergamos a figura maior, a forma como nossas ações afetam o nosso entorno. A consciência humana influencia diretamente o mundo físico em que vivemos. Isso significa que o “pensamento poluído” causa poluição física.

A água é um exemplo básico disso. Conforme descrito no Livro de Gênesis, a água era um agente de cura maravilhoso, e beber água removia todas as impurezas do corpo humano. Mas por causa da disseminação do egoísmo e da negatividade, ocorreu o Grande Dilúvio, e a partir de então a água perdeu a maior parte do seu poder de promover saúde e prolongar vidas. Recentes descobertas científicas confirmam os antigos ensinamentos kabalísticos de que a água reflete a consciência coletiva. Leve isso em consideração após ler as mais recentes manchetes.

Esta semana, ao eliminar (ou pelo menos reduzir) nossa raiva, ao tratar os outros com dignidade humana, bem como meditar, poderemos ajudar a reverter o custo que a nossa negatividade coletiva tem cobrado e restaurar os poderes de cura da água da Terra.

Tudo de bom,

Yehuda

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Você gosta do Blog?

Então lá vai um convite oficial para você: Seja um seguidor do Blog do Caminho.
Tem sugestões? Então participe e as envie.
Agradecemos sempre a sua colaboração e carinho.
Luz e Paz,
Marilda Jorge

Olha o Levedo de Cerveja aí, Gente!!!

O levedo ou levedura de cerveja é um fermento natural usado na fermentação da cerveja. Porém pode ser consumido na sua forma em pó, colocando também nos alimentos e comido normal, ou em cápsulas, pois é um excelente protetor natural do organismo contra a poluição e radiações além de ser uma ótima fonte de vitaminas, principalmente as do complexo B, e sais minerais. Se você não gostar do gosto, misture com sucos.

Além disso, também ajuda no sistema imunológico, no stress, na fadiga, e também é auxiliar do fígado na desintoxicação do organismo. Muitos amigos vão adorar... rsos..., pois adoram a cervejinha bem gelada...
Embora a cerveja contenha o levedo, aqui estamos falando das cápsulas e do pó, pois limpam o corpo humano de todas as toxinas.

Para que serve o Levedo de Cerveja

Como já foi dito acima, o levedo de cerveja ajuda na resistência e desintoxicação de todo o organismo, mas ele é muito mais do que isso. Ele ajuda a deixar a pele mais saudável, recompõe a flora intestinal e desintoxica o intestino. Auxilia no tratamento de hemorróidas e prisão de ventre, e é altamente recomendado nos casos de stress, distúrbios nervosos e diabetes. Quem lida com a fitoterapia recomenda também como excelente cicatrizante, pois aumenta as defesas do organismo, sendo ótimo para problemas de pele como acne, eczemas e furúnculos.

Nos dias de hoje saber que algo natural melhora tantos itens nos deixa muito felizes. Eu uso e aprovo! Ufa! Serve para tudo, mas muitos ainda não conhecem bem...

Como ele é uma ótima fonte de vitaminas do complexo B, ajuda a manter a integridade dos sistemas: digestivo e nervoso, auxiliando na falta de memória e concentração. Também cuida das irritações, stress, depressões, cansaço físico e mental. Enfim um produto natural e genial!

Os nutrientes

A levedura de cerveja contém, além de todas as vitaminas do complexo B (colina, biotina e inositol), vitamina A, sais minerais como cromo, zinco, cálcio, ferro, fósforo e selênio. Também possuem proteínas e aminoácidos, complexos de DNA e RNA, carboidratos complexos, fibras dietéticas e ergosterol (precursor de vitamina D).

Agora que te apresentei o levedo de cerveja, espero que uses, pois estou adorando!!!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

terça-feira, 12 de abril de 2011

Evoluímos sem comer feijão

Por Jairo Len, da Clínica Len de Pediatria. 

Nada contra o feijão, eu juro. Afinal, sua cultura começou 7.000 anos a.C. - talvez o plantio mais antigo feito pela nossa civilização.

O feijão é uma leguminosa que tem um preço acessível em comparação a outros alimentos que contenham nutrientes, além de seu plantio ser fácil, podendo ser o alimento mais importante em diversas regiões do Brasil (como no miserável sertão nordestino).

O problema é que muitas mães tem o feijão como um alimento "fundamental e indispensável" para seus filhos, que muitas vezes (e talvez por causa de tanta insistência) tem verdadeiro pavor deste alimento.

Me falam "ele come muito mal...porque come de tudo, menos feijão...vai ficar desnutrido...".

Não é verdade. O feijão não é um alimento tão importante, que seja indispensável à nossa nutrição. Aliás, pouquíssimos países do mundo têm o feijão como um hábito diário. Na Europa, nem pensar. Vá lá umas favas em algum prato mais requintado...

"Mas feijão não tem muito ferro?"

O feijão tem ferro, sim. Mas muito menos do que as fontes de ferro de origem animal. E o ferro do feijão é ligado a fitatos (como todo o ferro de origem vegetal). Isso diminui demais sua absorção, não sendo considerado uma boa fonte deste mineral. Vale para o espinafre e demais verduras escuras.

Para quem não tem acesso ($$) à carne, frango, ovo...podemos dizer que o feijão é uma boa solução - até porque contém proteínas e outros minerais, com baixíssimos níveis de gordura.

Para os demais, ele continua um ótimo alimento.
Mas não é fundamental. O que fez a gente sobreviver desde que éramos homens de Neanderthal foi proteína animal e carboidratos.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

NOVIDADE NA LUTA CONTRA O CÂNCER

NOVIDADE NA LUTA CONTRA O CÂNCER: CIENTISTAS SEQUENCIAM GENOMA DO MIELOMA MÚLTIPLO

Sessão Saúde e Prevenção

Texto enviado pela Revista Suadieta, obrigada pela colaboração.

Confira o resultado de uma pesquisa que representa mais um passo na luta contra o câncer.

Mais uma boa notícia na luta contra o câncer: De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cientistas revelaram o retrato mais abrangente da genética do mieloma múltiplo, uma forma de câncer que afeta os plasmócitos, ou seja, células do sangue. A novidade foi publicada na revista Nature.

Para Todd Golub, diretor do Programa de Câncer do Instituto Broad, nos Estados Unidos, um dos autores do estudo, a descoberta pode e deve ser comemorada, uma vez que o retrato genômico do mieloma múltiplo revela genes que até então não haviam sido associados com o câncer.

“Esses genes, que sofrem mutações frequentemente, não estavam em nossos radares quando pensávamos tanto em mielomas como em cânceres em geral”, disse ele, ressaltando que também foram identificaram mutações genéticas múltiplas que interferem nas reações químicas normais em uma célula. Para o estudioso, individualmente, cada uma dessas mutações é bem incomum e provavelmente continuaria desconhecida se não fosse pela análise de uma grande coleção de amostras.

A pesquisa envolveu o sequenciamento e análise dos genomas de 38 amostras de câncer e poderá ajudar no desenvolvimento de possíveis terapias para a doença incurável. A taxa de sobrevivência do mieloma múltiplo após cinco anos é de menos de 40%.

A doença começa na medula óssea, onde plasmócitos, que normalmente produzem anticorpos, tornam-se malignos, atingindo células normais e ossos. Não se sabe a causa da doença, que pode se desenvolver em pessoas sem fatores de risco conhecidos e mesmo sem histórico familiar.

domingo, 10 de abril de 2011

Monja Coen

Texto enviado por Regina Bradaschia, obrigada pela colaboração.

Por Que?
Que magnífico exemplo de dignidade, altruísmo, sabedoria e senso de responsabilidade individual e coletiva ! Conseguem imaginar a cultura ocidental passando por uma provação dessas, como nos comportaríamos ???
JAPÃO

Quando voltei ao Brasil, depois de residir doze anos no Japão, me incumbi da difícil missão de transmitir o que mais me impressionou do povo Japonês: kokoro.
Kokoro ou Shin significa coração-mente-essência. 

Como educar pessoas a ter sensibilidade suficiente para sair de si mesmas, de suas necessidades pessoais e se colocar à serviço e disposição do grupo, das outras pessoas, da natureza ilimitada? 

Outra palavra é gaman: agüentar, suportar.  Educação para ser capaz  de suportar dificuldades e superá-las. 

Assim, os eventos de 11 de março, no Nordeste japonês, surpreenderam o mundo de duas maneiras:

A primeira pela violência do tsunami e dos vários terremotos, bem como dos perigos de radiação das usinas nucleares de Fukushima. 

A segunda pela disciplina, ordem, dignidade, paciência, honra e respeito de todas as vítimas. 

Filas de pessoas passando baldes cheios e vazios, de uma piscina para os banheiros.
Nos abrigos, a surpresa das repórteres norte americanas: ninguém queria tirar vantagem sobre ninguém.  Compartilhavam cobertas, alimentos, dores, saudades, preocupações, massagens. Cada qual se mantinha em sua área.  As crianças não faziam algazarra, não corriam e gritavam, mas se mantinham no espaço que a família havia reservado. 

Não furaram as  filas para assistência médica – quantas pessoas necessitando de remédios perdidos - mas esperaram sua vez também para receber água, usar o telefone, receber atenção médica,  alimentos, roupas e escalda pés singelos, com pouquíssima água!!!
Compartilharam também do resfriado, da falta de água para higiene pessoal e coletiva, da fome, da tristeza, da dor, das perdas de verduras, leite, da morte. 

Nos supermercados lotados e esvaziados de alimentos, não houve saques.  Houve a resignação da tragédia e o agradecimento pelo pouco que recebiam.  Ensinamento de Buda, hoje enraizado na cultura e chamado de kansha no kokoro: coração de gratidão.
Sumimasen é outra palavra chave.  Desculpe, sinto muito, com licença. Por vezes me parecia que as pessoas pediam desculpas por viver.  Desculpe causar preocupação, desculpe incomodar, desculpe precisar falar com você, ou tocar à sua porta.  Desculpe pela minha dor, pelas minhas lágrimas, pela minha passagem, pela preocupação que estamos causando ao mundo.  Sumimasem. 

Quando temos humildade e respeito pensamos nos outros, nos seus sentimentos, necessidades. Quando cuidamos da vida como um todo, somos cuidados e respeitados.
O inverso não é verdadeiro: se pensar primeiro em mim e só cuidar de mim, perderei.  Cada um de nós, cada uma de nós é o todo manifesto. 

Acompanhando as transmissões na TV e na Internet pude pressentir a atenção e cuidado com quem estaria assistindo: mostrar a realidade, sem ofender, sem estarrecer, sem causar pânico.  As vítimas encontradas, vivas ou mortas eram gentilmente cobertas pelos grupos de resgate e delicadamente transportadas – quer para as tendas do exército, que serviam de hospital, quer para as ambulâncias, helicópteros, barcos, que os levariam a hospitais. 

Análise da situação por especialistas, informações incessantes a toda população pelos oficiais do governo e a noção bem estabelecida de que “somos um só povo e um só país”. 

Telefonei várias vezes aos templos por onde passei e recebi telefonemas.  Diziam-me do exagero das notícias internacionais, da confiança nas soluções que seriam encontradas e todos me pediram que não cancelássemos nossa viagem em Julho próximo. 

Aprendemos com essa tragédia o que Buda ensinou há dois mil e quinhentos anos: a vida é transitória, nada é seguro neste mundo, tudo pode ser destruído em um instante e reconstruído novamente. 

Reafirmando a Lei da Causalidade podemos perceber como tudo está interligado e que nós humanos não somos e jamais seremos capazes de salvar a Terra.  O planeta tem seu próprio movimento e vida.  Estamos na superfície, na casquinha mais fina.  Os movimentos das placas tectônicas não têm a ver com sentimentos humanos, com divindades, vinganças ou castigos.  O que podemos fazer é cuidar da pequena camada produtiva, da água, do solo e do ar que respiramos.  E isso já é uma tarefa e tanto.
Aprendemos com o povo japonês que a solidariedade leva à ordem, que a paciência leva à tranqüilidade e que o sofrimento compartilhado leva à reconstrução.
Esse exemplo de solidariedade, de bravura, dignidade, de humildade, de respeito aos vivos e aos mortos ficará impresso em todos que acompanharam os eventos que se seguiram a 11 de março. 

Minhas preces, meus respeitos, minha ternura e minha imensa tristeza em testemunhar tanto sofrimento e tanta dor de um povo que aprendi a amar e respeitar. 
Havia pessoas suas conhecidas na tragédia?, me perguntaram. E só posso dizer: todas.  Todas eram e são pessoas de meu conhecimento.  Com elas aprendi a orar, a ter fé, paciência, persistência.  Aprendi a respeitar meus ancestrais e a linhagem de Budas.

Mãos em prece (gassho)

 

sábado, 9 de abril de 2011

TERROR REPUDIADO

Osias Wurman Jornalista- Rua Judaica

A nação brasileira foi sacudida pelo ato de terror que vitimou 12 crianças inocentes numa escola no Rio de Janeiro.

O povo brasileiro repudia todos os tipos de fanatismos, sejam eles de caráter religioso, político, homofóbico ou racista.

Não queremos importar práticas e costumes dos “serial killers” ou do terror fundamentalista.

Queremos manter nossa pátria como um paraíso de convivência pacífica entre os diferentes.

A loucura do assassino não deve ser debitada a qualquer indução consciente por terceiros.

Expressamos nosso sentimento de dor e pesar, endossando as palavras enviadas pelo Embaixador de Israel ao Exmo. Sr. Governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Filhos da Alma

No ano passado eu recebi um e-mail de alguém que se tornou minha amiga na hora!

Ela faz parte do grupo SUPRA – Sociedade Uberabense Protetora dos Animais, que cuidam de animais abandonados. O nome da minha amiga: Rita Andrade, e ela escreveu o Livro: Filhos da Alma.

Ela havia lido a história do Rei Leão no meu blog do Caminho (meu quatro patinhas já falecido), e pedia licença para incorporar no seu livro a nossa história. Eu, cachorreira como nunca, fiquei emocionada, pois é um presente do Astral tal acontecimento. Só quem ama os animais e seres humanos, com amor e compaixão, sabe o quanto é importante lembrá-los com respeito e carinho sempre.

O mais interessante neste livro são as informações e os cuidados ensinados sobre vacinas e doenças; o trato dos animais com seus donos; do amor da Rita Andrade e seus amigos, contando histórias interessantes dos donos e dos seus peludos!

Vivenciar as proezas dos nossos animais e o seu crescimento é algo impar! Cuidar deles e aprender com eles, não tem preço!

Por sabemos de tantas atrocidades cometidas com animais por seus donos, é que parabenizamos o trabalho de todos aqueles que informam e ajudam, mas também conhecemos milhares de pessoas do bem, que cuidam muito dos seus animais assim como são cuidados por eles.

Neste texto, a nossa intenção é ajudar a Rita a vender o seu livro que será lançado em Uberaba no dia 19 de Abril de 2011. E ela escreve, emocionada, - “Com muita alegria te comunico que nosso livro está pronto e será lançado dia 19/04, na Câmara Municipal de Uberaba/MG”.

Olha o convite aí gente, para quem mora em Uberaba e redondezas. E mesmo que você more longe, abaixo segue todos os endereços deles e como vocês podem adquirir o livro e obter mais informações.

Sei que cada livro que escrevemos é um parto! E este tem o mérito de angariar fundos para mais uma causa justa e importante, a manutenção dos animais abrigados pela SUPRA.

“Você vai se encantar com cada uma destas histórias!!!”

Posto isso, estamos passando todos os endereços da SUPRA e da Rita e como você pode adquirir o Livro.

Dados para compra: Valor - R$ 30,25 (livro e frete)
Caixa Econômica Federal
Sociedade Uberabense Protetora dos Animais - SUPRA
Agencia: 0160
Operação: 013
Conta: 15575 – 9
Após efetuar o deposito enviar comprovante para:

O endereço da SUPRA é:
Av. das Macieiras, 499
Bairro de Lourdes, Uberaba/MG
Telefone: (34) 3316-4445
Falar com Denise ou Rita.

Como achar a Rita Andrade:
Rita Andrade

Divulguem se puderem e todos os anjos peludos estarão lhes abençoando!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Mandalas: o porquê delas?


Respondendo E-mails:

Mandalas são centros de força trazendo muita Luz e Paz. E precisamos respeitá-las acreditando nesta força. Se não acreditar é melhor nem colocar. Muitos a acham bonitinha e usam para somente decorar... pois vamos falar um pouco da história das mandalas e vocês verão que elas são muito mais que isso e realmente ajudam todos os ambientes onde forem colocadas.

Na China elas são respeitadas e sempre foram usadas para atrair abundancia de saúde, harmonia e muita sorte nos negócios. Os monges Tibetanos faziam um grande exercício de paciência, temperança e calma, criando mandalas de areia colorida, demoravam dias para terminá-las e quando isso acontecia eram desmanchadas e recomeçavam novamente. Este trabalho também se estendia aos pergaminhos e pinturas delicadas, decorações de móveis em várias dinastias e nos tecidos de seda finíssimo das roupas dos altos escalões sociais.

No Ocidente ela ficou mais conhecida através do Feng Shui e no estudo do ba-guá dentro do seu lar, escritório ou consultório, hoje usado amplamente por engenheiros, arquitetos e decoradores.

Mandalas não tem nada haver com decoração e, sim, com correção de ambientes. Podemos usar a cromoterapia (a arte das cores em todos os cantos da casa), usando vasos com flores, almofadas, cristais etc... mas a mandala é totalmente diferente.

O que faz uma mandala diferente? 

É a vibração especial do estudo que é feito antes de confeccioná-la. Todas as pessoas têm uma mandala especial em sua vida, a do nascimento. Hoje todos desejam fazer uma mandala e podem, mas precisa ver se estão fazendo certo! Os resultados através do tempo provam que, se não fizer direito, não existirão os benefícios esperados, então será mais uma aquisição decorativa apenas.

Quem sabe usar a Geometria Sagrada, símbolos, cores e a numerologia certa, estará confeccionando algo impar, pois não existe mandalas iguais, já que todas as pessoas são diferentes.

No Ocidente, as melhores mandalas são pintadas em óleo sobre tela e com tintas especiais. A pessoa também deverá saber energizá-la de acordo com o que precisa. Tudo tem um porque e é bem sério!

Nossas mandalas são confeccionadas em óleo sobre tela. As tintas são todas estrangeiras.

Se você quer dar um presente diferente, temos mandalas de 10x10cm até 1 metro por 1 metro.

Aos interessados em adquirir mandalas pessoais, (sentimentos e relacionamentos, transmutação, prosperidade, etc...) para correção de ambientes (Feng Shui) ou para meditação, segue abaixo os nossos endereços:

E-mail: marildajorge@gmail.com ou nosso tel: (11) 4999-4862.
Ou então visite os nossos sites: www.ateliercaminho.xpg.com.br

Luz e Paz,

Marilda Jorge

terça-feira, 5 de abril de 2011

Um segredo energético...

Se você neste exato momento, encontrasse uma pessoa que é ou pudesse ser muito importante para a sua vida, como se sentiria com os trajes que está usando agora? Pois saiba que este segredo energético é muito poderoso para transformar a nossa vida!!!

Se vista diariamente como se estivesse se preparando para encontrar alguém muito importante na sua vida... 

Antes de encontrar os outros, veja você mesmo no espelho da vida!!! Tudo pode ser muito simples, mas que lhe faça se sentir muito bem e feliz!

Tanto no amor como na profissão precisamos antes de tudo, nos amar. Disto, acreditem, teremos um grande retorno...

Lembre-se: a magia energética do amor e dos negócios, começa a partir de quanto você se gosta e se sente bem!

Luz e Paz,

Marilda Jorge

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Vivendo as Várias Fases da Vida - Parte 6

Nestes anos todos que trabalho com seres das mais variadas idades, descobri por mim mesma e com meus clientes, que as piores fases são as das perdas...
Perda de um ente querido, de um amigo, de um amor, de um emprego, dos bens, da saúde de alguém, ou da própria pessoa. Da descoberta de doenças que podem ser físicas, mentais, espirituais e até sentimentais.

Muitos jamais acreditam que possam ter um câncer, ou que alguém da família venha a tê-los. Outros não se vêem sofrendo acidentes dos mais variados tipos e muito menos acreditam que possam contrair qualquer doença. Quando algo assim acontece, não estão preparados e é muito difícil a aceitação ou sublimação.

Ninguém que perde algo ou alguém, em sã consciência, pode se dizer satisfeito e isso deve ser respeitado e entendido por todos. E é nesta época que conseguimos crescer e muito.

Então vamos falar dos nossos velhos... eles já deram tudo o que podiam para nós. Voltando um pouco no tempo, quando éramos crianças e éramos levados pelas mãos, com o maior cuidado. Lembra-se da primeira fase? Pois agora são os nossos velhos que estão precisando de nós. O que estamos fazendo por eles? 

Nesta fase do mundo, tudo gira muito rápido e o consumo, status etc e tal, são mais importantes que qualquer valor emocional ou espiritual. Muitas vezes deixamos de lado valores e pessoas, muito importantes para o nosso crescimento e esquecemos que tudo tem um começo, meio e fim. 

Acreditem, perdas podem ser trabalhadas para dar a volta por cima e quando ajudamos tendo compaixão e amor, aos nossos entes queridos, amigos e conhecidos, estaremos nos ajudando a construir uma nova fase, onde não tão somente nós nos beneficiaremos, mas sim, o mundo.

Passe amor para as pessoas e deixe que as pessoas lhe amem também. Aceite o seu dia como abençoado e agradeça todas as fases nesta viagem.

Espero que tenham aproveitado esta viagem e reconheçam em algumas passagens a vida de todos nós, querendo ou não. 

Boa sorte, Luz e Paz com grandes transformações para todos.

Marilda Jorge

domingo, 3 de abril de 2011

Vivendo as Várias Fases da Vida - Parte 5

E o adulto entra nos cinquenta, sessenta e setenta...

Eu ouvi de uma cliente minha, assim que chegou à terapia:

“Prefiro não criar ilusões a respeito do futuro, assim a decepção será menor.”

Esta declaração muito comum hoje em qualquer idade, mostra uma pessoa bem amortecida. Ela parece que está anestesiada e completamente sem coragem ou energia. Mais uma vez se nota o medo do futuro e de concluir fases.

Nesta viagem que é a vida, precisamos ver que o passado está na memória, o futuro é imaginação e o presente é a realidade.

Quando no passado falei sobre âncoras positivas e negativas, era sobre isso que eu estava falando... Se ainda não conseguimos nos livrar das negativas, ainda é tempo de mudá-las. Âncora errada gera um processo bem destrutivo nesta fase.

Hoje para vivermos tranquilos e gozarmos a paz de espírito, temos que realizar mudanças substanciais de comportamento. O mundo pede isso...

A primeira delas é ser prático, a segunda é ser simples. Isso não quer dizer que vamos deixar de nos cuidar ou cuidar dos que nos rodeiam e sim, viver melhor e até de forma mais intensa.

Deixando para trás muitos itens sem serventia, temos mais tempo para amar, sermos amados e principalmente usarmos melhor a sabedoria que adquirimos.

Os seres humanos nesta fase sofrem mudanças no plano psicológico e fisiológico, alguns mais rápidos, outros mais lentos, mas todos caminham juntos. É o avesso de você que está vindo à tona, só que agora com muito mais paz e sabedoria. O seu organismo já não deseja uma atividade intensa como na adolescência e é seu dever entendê-lo. Buscar formas de se adaptar a essa nova realidade é melhorar a qualidade de vida e isso é fundamental nos dias de hoje em qualquer idade.

O azedume das pessoas, os problemas de família, as amarguras da profissão, os problemas econômicos e outros fatores, cuja força nos fazem perder a saúde, devem ser considerados, mas sem o padrão negativo e ansioso.

O passado, que é experiência e memória, deve servir para melhorar o presente e não pode ser usado como um refúgio para esconder-se dos medos de assumir responsabilidades e os desafios do seu momento atual.

Nossa cultura profundamente antinatural nos ensinou a entender dramaticamente os finais. Concluir uma etapa e começar outra é sempre difícil, mas só os que sabem fazê-lo na hora certa são os que conseguem iniciar algo nesta fase. Isso lhes permitirá uma vivência mais atualizada, na qual as experiências passadas servem de base para dias melhores.

O saber concluir é uma verdadeira arte. Algo termina e algo começa!

Continua...

sábado, 2 de abril de 2011

Vivendo as Várias Fases da Vida - Parte 4

Após os quarenta anos, algumas pessoas passam a ter sérios desequilíbrios, principalmente hormonais, que nenhum médico consegue diagnosticar ou solucionar. Medo do futuro, medo pela família, medo da violência etc e tal...

São as famosas travas do tempo, que hoje chamamos de síndromes.
Olha-se no espelho e o rosto mudou. Sentem as mais variadas emoções em todos os pontos, como a depressão, dores pelo corpo, angustia, vontade de sair correndo pelo mundo e não entendemos tanto stress... tudo isso são os terríveis medos de envelhecer.
Olhamos para os nossos pais, familiares, amigos ou até companheiros de trabalho de outra forma. Às vezes nos consideramos superiores, outras, bem inferiores pois achamos que a nossa juventude esta escorrendo pelo ralo.

O que não sabemos ou fazemos questão de não entender, é que a juventude não está no corpo ou na idade cronológica. Ela está na nossa mente e somente nela. A mente nos ajuda até a comandar a dor e o desamor, e isso não é ser estóico e sim, ser inteligente. As travas nos são impostas por uma sociedade mal informada e que exige muito de nós.

Corpos perfeitos, alto consumo de todas as coisas, pois vivemos num mundo onde tudo é descartável. Tudo isso custa muito caro para nós e para nossa vida.
Temos que aprender que não somos encanamentos que passam pela vida em brancas nuvens e sim seres humanos que devem buscar lógica e bom senso no que fazemos.
A maioria nesta fase está cansada, repleta de responsabilidade e gostaria de fugir do seu mundo, do seu trabalho, do seu relacionamento e de tudo o que está vivenciando.
Descobrir que tudo passa é a chave da porta da cadeia. Passa o bem e passa o mal. O que hoje está enjoando, amanhã poderá ser o contrário e vice-versa.
Se estivermos sentindo tantas emoções diferentes como a raiva e o desamor, o que fazer para termos uma auto-estima elevada?

Onde estão os cuidados com o nosso templo que é o nosso corpo?

Está na hora de perguntar o porque das pessoas que encontramos todos os dias, aquelas que nos irritam e outras que nos dão muito prazer. E é neste momento, que devemos colocar o orgulho de lado e entender o processo que se vive. A vida é um eterno aprendizado e os que nos rodeiam podem ser professores ou alunos nossos. Só depende de nós esta transformação, atitudes coerentes quebram travas e abrem caminhos.
Uma grande pergunta pode nos ajudar nesta fase: Será que estou fazendo para o meu semelhante o que desejo para mim?
Procure saber principalmente, com os mais achegados e depois vá se estendo até os mais afastados.
Se após uma análise meticulosa, notarmos sinceridade em nossas atitudes e a resposta vier sem angustias ou culpas, estaremos no caminho certo. Senão, será melhor rever nossas ações e atitudes.
Para a maioria das pessoas é um perigo demonstrar emoções como amor, cumplicidade, amizade e sinceridade. E é dos quarenta anos em diante, que passamos por um divisor de águas onde tudo poderá mudar para melhor ou piorar de vez, só depende de nós...
Que tal pensarmos nisto com carinho?
Garanto que esta fase será bastante interessante e produtiva.
Continua...
Site Meter